quarta-feira, 14 de novembro de 2007

Um poema

Móvel Secreto


A força que me preside é a vida,
meu grande segredo é o amor,
minha cadeia sutil:
eu sou.


Sou diferente em minhas estranhas formas,
procuro o laço que une todos em um,
minha ciência das correspondências:
eu sou.


Estrela fixa ou astro errante,
pássaro migratório ou inseto efêmero,
a despeito da mutante forma:
eu sou.

Fátima Friedriczewski

Um comentário:

grasi disse...

Oi Fátima!!

Parabéns pelo Blog!! Está lindo tanto no conteúdo quanto na estética!!

Adorei este poema! Tu estás uma poetisa e tanto!

Queria tua permissão para postar este poema no meu orkut. Aguardo tua resposta!

Beijão

Grasi